Iporã Lenda Show


Além das Cataratas do Iguaçu, agora o turista pode assistir ao espetáculo Iporã Lenda Show. Com origem tupi-guarani, o show traduz a beleza das águas e apresenta a diversidade cultural de nove diferentes países da América Latina. Com apoio Cultural da Itaipu Binacional o novo produto turístico de Foz do Iguaçu/PR possui 17 apresentações de danças, tem a duração de 1h20 e é apresentado de segunda a sábado, sempre às 22h. O objetivo é oferecer ao visitante uma atração a mais e num horário que já jantaram, terminaram os passeios, mas que ainda querem se divertir conhecendo a cultura, costumes e a boa música de países latinos. O show começa com a apresentação da Lenda das Cataratas, dançada e interpretada por mais de uma dúzia de artistas, que dançam num palco que foi especialmente planejado com a genialidade do iluminador e cenógrafo Peter Gasper. Durante uma hora e meia a platéia viaja pela cultura do Paraguai, Argentina, Chile, Peru, México, Cuba, Bolívia, Uruguai e Brasil. Podem conferir os estilos das vestimentas, das cores e dos estilos de músicas, que passa do tango, salsa, xaxado, samba e encerra com a Aquarela do Brasil.  O grupo de dançarinos, com mais de 50 pessoas mostra todo o gingado e cores de Parintins, capoeira, carnaval, xaxado, as mulatas e o toque do tambores e tamborim. Ainda tem salsa, tango, músicas andinas, malambo, guarãnias e rancheiras. 


  “Queremos que o turista tenha um lugar e um motivo a mais para visitar e permanecer mais dias em Foz do Iguaçu. O espetáculo retrata a cultura, mas também a integração que temos com os povos dos países latinos”, explica o Diretor Névio Rafagnin. 


   Para o novo espetáculo, vários figurinos, e todos os cenários foram criados, ganhando vida, leveza e até um pouco de mistério. Peter utilizou vários recursos de luzes com o objetivo de tornar a iluminação um complemento das danças e figurinos. “Hoje temos muitos recursos e podemos utilizar a tecnologia a nosso favor. Criar cores e formatos para complementar o espetáculo e a historia que esta sendo retratada”, explica o iluminista.